Trova

Deu prá ti

 

 

Trova

Kleiton - Kledir

 

 Intr.: ( A7  D )

 

- O tchê este desafio me deixa muito orgulhoso

Tu tens fama de valente, de taura e de gostoso

Mas eu acabo contigo ou não me chamo João Cardoso

 - Teu nome é João Cardoso, mas te chamam de Odete

De dia tu é muito macho, de noite vira vedete

E o que corta por dois lados ma minha terra é gilete

 - Na tua terra é gilete, pois vem que eu te passo a faca

Vai cuidar da tua menina, sirigaita essa polaca

Namora com meio mundo, te botou chapéu de vaca

- Me botou chapéu de vaca, que falta de educação

Tu é muito ignorante, precisa de uma lição

Se eu tenho cara de vaca, vem cá, terneiro mamão

 - Vem cá, terneiro mamão, dobra essa língua ou engole

Depois desse desaforo não há mais quem me console

E eu não sou de perder trova prá gaúcho bunda mole

 - Me chamou de bunda mole, bunda mole é rapadura

É melhor ir terminando que a coisa já tá escura

D   B7   ( E   B7 )

Fica o dito por não dito, e bota água na fervura

 - Tá combinado, compadre, subiu a temperatura

 - As moças já tão rosada, também, com tanta grossura

 -

- Daqui a pouco se ofendemo de filho da ditadura

Os home pode invocar e fecha a tal da abertura

 


 

Deu prá ti

Kleiton - Kledir

 

Intr.: ( D )  G

G       D4/7   Em7      Bm7   C

Deu prá ti,    baixo astral

Bm7            C/D

Vou prá Porto Alegre, tchau

C7M        G/B                C/D

Quando eu ando assim, meio down

C7M     Bm7          C/D

Vou prá Porto e bah, tri legal

C7M    Bm7    Dm7   G7

Coisas de magia, sei lá

C7M     Bm7  C/D

Paralelo trinta

 REFRÃO

 Alô tchurma do Bonfim

As guria tão tri afim

Garopaba ou bar João

Beladona e chimarrão

 REFRÃO

 Que saudade da redenção

Do Fogaça e do Falcão

Cobertor de orelha pro frio

E a galera do Beira Rio