Bandolins

Oswaldo Montenegro

 

Intr.: Gm  Gm/F  Em5-/7  Cm/Eb  C  G/B  E7

Am              Am/G               F#m7/5-

Como fosse um par que nessa valsa triste

Dm/F                     Am

Se desenvolvesse ao som dos bandolins

Am/G                Dm

E como não, e por que não dizer

G                      C

Que o mundo respirava mais se ela apertava assim

C7M   Em     Bm     E7        F

Seu colo e como se não fosse um tempo

Dm       E7                  Am

Em que já fosse impróprio se dançar assim

Am/G             F#m7/5-

Ela teimou e enfrentou o mundo

Dm/F               Am        Am/G     F#m7/5-    Dm/F

Se rodopiando ao som dos bandolins

Am             Am/G                 F#m7/5-

Como fosse um lar, seu corpo a valsa triste iluminava

Dm/F               Am

E a noite caminhava assim

Am/G                   Dm

E como um par, o vento e a madrugada iluminavam

G                  C

A fada do meu botequim

C7M   Em     Bm     E7   F

Valsando como valsa uma criança

Dm       E7                 Am

Que entra na roda a noite tá no fim

Am/G              F#m7/5-

Ela valsando só na madrugada

Dm/F             Am         Am/G     F#m7/5-     Dm/F     ( D )

Se julgando amada ao som dos bandolins

 

 

 

Agonia

Mongol

 

Intr.: C  G/B  Gm/Bb  A7  Dm  Bb  G7

G7             C           C/E

Se fosse resolver iria te dizer

Eb°          Dm

Foi minha agonia

G7                           G#°

Se eu tentasse entender, por mais que eu me esforçasse

G7          C

Eu não conseguiria

Dm    G7       C            Gm

E aqui no coração eu sei que vou morrer

C7          F7M

Um pouco a cada dia

F#°              C   C/E  Eb°         Dm

E sem que se perceba  a   gente se encontra

G7                C

Prá uma outra folia

C (D)                   C/E (D/F#)

Eu vou pensar que é festa, vou dançar, cantar

Eb° (F°)    Dm (Em)

É  minha   garantia

G7 (A7)            G#° (A#°)  G7 (A7)           C (D)

E vou contagiar diversos corações      com minha euforia

Dm (Em)    G7 (A7)    C (D)                 Gm (Am)

E a   amargura e o  tempo vão deixar meu corpo

C7 (D7)     F7M (G7M)

Minha alma     vazia

F#° (G#°)        C (D)   C/E (D/F#)   Eb° (F°)   Dm (Em)

E sem que se perceba   a        gente se encontra

G7 (A7)           C (D)

Prá uma outra folia

1ª vez: INTRODUÇÃO

2ª vez: E  F#

   

 

 Intuição

Oswaldo Montenegro - Ulysses Machado

 

C                     F               G            C

Canta uma canção bonita falando da vida em ré maior

Bb                      F           C                    G

Canta uma canção daquela de filosofia, é mundo bem melhor

C                        E                       Am                  Eb°

Canta uma canção que agüente essa paulada e a gente bate o pé no chão

G                       C              G

Canta uma canção daquela, pula da janela, bate o pé no chão

C                        E               Am                Eb°

Sem o compromisso estreito de falar perfeito, coerente ou não

G                 C                    G                   C

Sem o verso estilizado, o verso emocionado, bate o pé no chão

C                     F                G         C

Canta o que não silencia, é onde principia a intuição

Bb                    F                 C                 G

E nasce uma canção rimada da voz arrancada o nosso coração

C                    E                    Am                 Eb°

Como sem licença, o sol rompe a barra da noite sem pedir perdão

G                    C               G                 C

Hoje quem não cantaria, grita a poesia e bate o pé no chão

A                        D                A                   D

Sem o compromisso estreito de falar perfeito, bate o pé no chão

Sem o verso estilizado, o verso emocionado, bate o pé no chão

E                     A               B            E

Canta uma canção bonita falando da vida em ré maior

D                      A            E                    B

Canta uma canção daquela de filosofia, é mundo bem melhor

E                        G#                      C#m                

Canta uma canção que agüente essa paulada e a gente bate o pé no chão

B                    E              B                  A     E

E hoje quem não cantaria, grita a poesia e bate o pé no chão

 


 

Lua e Flor

Oswaldo Montenegro

 

Intr.: D  A/C#  G/B  C  G  D  D5+  Bm  Bm7  E7  G  F#m7  Em7  A

D                        A/C#

Eu amava como amava um cantor

G           C     G    D        D5+

De qualquer clichê, de cabaré, de lua e flor

Bm          Bm7       A7

Eu sonhava como a feia na vitrine

D               A7

Como carta que se assina em vão

D                          A/C#

Eu amava como amava um sonhador

G              C     G     D        F#7

Sem saber porque, e amava ter no coração

Bm      Bm7         A7

A certeza ventilada de poesia

D         A7

De que o dia amanhece não

D                    Am7         D7

Eu amava como amava um pescador

G                                 Gm

Que se encanta mais com a rede que com o mar

D   Bm               Em7

Eu amava como jamais poderia

A7           G         D

Se soubesse como te encontrar

REPETE

A7          G/B        C    G    D

Se soubesse como te encontrar


O Condor

Oswaldo Montenegro

 

Intr.: G

G                      C                 G

Quando voa o condor, com o céu por detrás

C                 D

Traz na asa o sonho, com o céu por detrás

G                 G7      C                 A

Voa condor, voa condor, que a gente voa atrás

G      D/F#    C     A7                G

Voa atrás do sonho com o céu por detrás

G         C                G    C     A                  D

Ah!, que vôo do condor no sol trace a linha da nossa paixão

G                   F               Am7                D

Eu quero que seja mostrada no meio da rua e rolando no chão

G           C                   G    C       A7                D

Ah!, que a gente despedace em luz, ah, que Deus seja o que quiser

G                      F               C                  D7

Explode a cabeça com olho de bicho e com coração de mulher

REFRÃO

C                     G   C      A               D

Ah!, se fosse como a gente quer, ah, e se o planeta explodir

G                  F                  C                       D7

Eu quero que seja em plena manhã de domingo que eu possa assistir

A          F#m                   Bm7      G                  E

Ah!, que a miserável condição da raça humana procurando o céu

A                 G                  D                     E

Levanta a cabeça e ao levantar por encanto escorregue seu véu

A                      D                 A

Quando voa o condor, com o céu por detrás

D                E

Traz na asa o sonho, com o céu por detrás

A                              D             A

Voa condor, voa condor, que a gente voa atrás

A      E/G#    D      B                A

Voa atrás do sonho com o céu por detrás


 

Tocando em Frente

Paulo Vanzolini

 

Intr.: ( D4  C9  Am7  G )

D4                           C9

Ando devagar porque já tive pressa

G

E levo esse sorriso porque já chorei demais

D4                                       C9

Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe

Am                  G                D4

Eu só levo a certeza de que muito pouco eu sei, que nada sei

C9           Am7                C9

Conhecer as manhas e as manhãs

Am7                G

O sabor das massas e das maçãs

C9          Am7               C9

É preciso amor prá poder pulsar

Am7               C9                         G

É preciso paz prá poder sorrir, é preciso chuva para florir

Penso que cumprir a vida seja simplesmente

Compreender a marcha, ir tocando em frente

Como um velho boiadeiro levando a boiada

Eu vou tocando os dias pela longa estrada eu sou, estrada eu vou

 

REFRÃO

 

Todo mundo ama um dia, todo mundo chora

Um dia a gente chega, no outro vai embora

Cada um de nós compõem a sua história

E cada ser em si carrega o dom de ser capaz e ser feliz

 

REFRÃO

 

Ando devagar por que já tive pressa

E levo esse sorriso porque já chorei demais

Cada um de nós compõem a sua história

E cada ser em si carrega o dom de ser capaz e ser feliz